bruno---01.07FBTWeIG-surf-brunosantos_1675.jpg

Vivendo na Indonésia: a vida de Bruno Santos

Uma temporada de ondas na Indonésia é o sonho de qualquer surfista. Algumas semanas de paredes perfeitas, ondas intermináveis, tubos de sobra e água quente, ilhas paradisíacas, palmeiras e mais ondas. De fato, pensando em tudo que o país reserva, a vontade que dá é de ficar lá para morar. E foi o que Bruno Santos fez. Morando desde março no país asiático, Bruninho atualmente aproveita a sua temporada de 10 meses de tudo que você poderia querer.

Mas a decisão não aconteceu de maneira precipitada, como no caso hipotético que descrevemos acima. Bruno é um especialista em Indonésia. Com viagens para temporadas de surf desde 1998, o carioca sabia muito bem o que esperar quando se mudou com a família "de mala e cuia" rumo a um local com grandes diferenças de cultura e estrutura. Mas o objetivo principal não é diferente do que você teria em mente ao se mudar para Bali: “As ondas, sem dúvidas. Também queria proporcionar essa experiência incrível que é conhecer a Indonésia para as minhas filhas e minha esposa, de ter contato com uma nova cultura e com estes locais paradisíacos. Fugir desse caos em que o Brasil está, com essa violência, foi só uma consequência. Apesar de todos os problemas, eu amo o Brasil, é meu lar”, comenta Bruninho.

Residente de Bali, Bruno aponta algumas razões pela escolha do pico em que mora atualmente. “Bali é uma ilha enorme e tem muitas coisas para fazer. Venho para cá desde 98 e até hoje conheço novos lugares. Tem uma estrutura bacana e altas ondas. Acabo aproveitando bastante Uluwatu, mas toda vez que entra swell vou em busca das melhores ondas em lugares como Lombok, Sumbawa, Mentawai, Sumatra… Bali é a base, mas rodamos bastante pela Indonésia”.  

Mas e quando mar está flat? Bem, isso não é um problema. Apesar de ter uma época do ano com ondas melhores, a Indonésia tem ondas o ano todo. E quando o mar baixa, isso não acaba sendo um grande problema para Bruno. “Hoje minhas filhas surfam, então quando está pequeno pra mim está perfeito pra elas. E também temos nossa rotina, as meninas fazem uma home school bem bacana e tenho alguns projetos em andamento aqui. Encontramos um crossfit, que é uma atividade que gosto de praticar, e quando não temos nenhum compromisso vamos conhecer novas praias”.

Claro que ninguém gostaria de ir embora, mas depois de morar na Indonésia ainda existiria outro lugar em que um surfista poderia querer morar? “Austrália e Portugal. São dois lugares com altas ondas e uma estrutura alucinante. Mas no momento estamos aproveitando a Indonésia. A princípio ficamos até dezembro, mas dependendo da adaptação da família podemos ficar mais. Sem dúvidas, estou realizando o sonho de qualquer surfista”. E desejamos que esse sonho siga sendo real. Bons tubos, Bruninho!

Para acompanhar mais tubos e ondas de Bruno Santos, siga os perfis @hbbrasil e @bruninhosantos no Instagram. #JoinTheAdrenaline